Bom dia, Terça Feira 20 de Abril de 2021

Policia

Fazendeira, gerente e funcionário de fazenda são presos suspeitos de roubo de R$ 1,5 milhão em agrotóxico em MT

ROUBO | 07/04/2021 09h 31min

Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Uma fazendeira, o gerente e um funcionário de uma fazenda foram presos nesta terça-feira (6) suspeitos de participarem do roubo de R$ 1,5 milhão em agrotóxico de uma propriedade rural em Mato Grosso.

De acordo com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), o roubo ocorreu no dia 8 de março em uma fazenda em Sapezal. As prisões e a apreensão dos produtos ocorreram em Diamantino.

Foram recuperados mais de seis mil litros de defensivos agrícolas, além da apreensão de nove armas e diversas munições — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso
Foram recuperados mais de seis mil litros de defensivos agrícolas, além da apreensão de nove armas e diversas munições — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso

Foram recuperados mais de seis mil litros de defensivos agrícolas, além da apreensão de nove armas e diversas munições. O trio foi preso em flagrante pelos crimes de receptação, posse irregular de arma de fogo de uso permitido e associação criminosa.

Na ocasião do roubo, 12 homens encapuzados e armados renderam os funcionários e os trancaram em um cômodo da propriedade.

Os criminosos desligaram a energia da fazenda e o tempo todo agiam com extrema violência, fazendo ameaças às vítimas, enquanto subtraíam os defensivos utilizados no cultivo de algodão.

Uma equipe da GCCO esteve no local e iniciou o trabalho de investigação para identificar a associação criminosa envolvida no roubo.

Os policiais da gerência já tinham informações de que os suspeitos estavam na região de Diamantino e na terça-feira conseguiram identificar a propriedade na zona rural do município em que estariam alojados.

Os investigadores foram até o local e, em um galpão da propriedade, conseguiram localizar 90% do material roubado da fazenda de Sapezal.

Três pessoas que estavam no local foram presas, a dona da fazenda (que tentou dificultar a ação dos policiais), o aplicador dos defensivos, e o gerente da propriedade. O dono da fazenda não estava no local no momento da ação e também será indiciado pelos mesmos crimes.

 

Receba as informações do Site Lucas Notícias através do whatsapp:
Clique aqui para receber as notícias no seu celular.

Fonte:   G1 MT