Bom dia, Quinta Feira 22 de Abril de 2021

Política

Deputados votam contra projeto do governo para instituir feriadão prolongado de 10 dias em MT

PROJETO | 23/03/2021 16h 41min

Deputados votaram contra o projeto — Foto: JL Siqueira/ALMT

O projeto de lei do governo do estado que prevê emendar cinco feriados para tentar conter os casos de Covid-19 foi reprovado pela maioria dos deputados durante a sessão desta terça-feira (23). Apenas o deputado Lúdio Cabral (PT) votou a favor da proposta.

Até os deputados da base aliada do governo na Assembleia Legislativa votaram contra o projeto.

Wilson Santos, do PSDB, disse que a pandemia está destruindo a população e que acredita que em breve deve ser decretado o lockdown no estado, mas que preferiu seguir o voto da bancada do governo contra o projeto.

O projeto foi aprovado pela Comissão de Saúde e rejeitado pela Comissão do Trabalho.

O deputado Lúdio Cabral (PT), que teve um requerimento aprovado na mesma sessão para a quarentena obrigatória em todo o estado por 15 dias, disse que não entendeu o posicionamento dos parlamentares.

 

"Não estou entendendo, quem vai votar a favor da medida do governo é a oposição", declarou.

 

Lúdio afirmou que espera que o governador tome providências independentemente da votação dos deputados.

Claudinei Lopes, do PSL, defendeu que o governo deve adotar outras alternativas.

 

“Temos que buscar outras alternativas. Ele (Mauro Mendes) falou em operação de guerra e que vai usar as forças de segurança. Será que a polícia vai dar contar de evitar aglomerações em sítios, chácaras? Fica a pergunta. Temos que buscar outras soluções”, disse o deputado Claudinei Lopes.

 

O deputado Elizeu Nascimento, do DC, disse que o governador busca um caminho para ajudar no combate à pandemia, mas que na avaliação dele este não é a melhor solução.

Para Janaina, feriado prolongado pode causar mais aglomerações.

A maioria dos parlamentares se posicionou contra a exigência de fiscalizações mais rígidas, contra o isolamento e diz que é preciso buscar novos mecanismos para combater o coronavírus.

 

A proposta

 

O projeto do governo tem a pretensão de antecipar cinco feriados a partir de sexta-feira (26). Como a sexta-feira seguinte é a Sexta Feira Santa, seria feriado desta sexta-feira (26) até o domingo de Páscoa (4), totalizando dez dias, como tentativa de reduzir o contágio da Covid-19.

A intenção era antecipar os feriados de Corpus Christi, Consciência Negra, Dia do Servidor Público, Dia do Trabalhador e aniversário dos municípios, entre os dias 26 de março e 4 de abril.

O governador Mauro Mendes (DEM) foi até a Assembleia para entregar esse projeto e outros dois relacionados à pandemia do novo coronavírus. Ele argumentou que o projeto está baseado na ciência e que outros estados e até outros países já fizeram o mesmo para restringir a circulação de pessoas nas ruas, na tentativa de a transmissão da Covid.

A decisão de apresentar o projeto, segundo o governo, foi tomada após uma série de reuniões realizadas nos últimos dias com deputados estaduais, representantes da indústria, comércio, agronegócio, prefeitos, Poderes e instituições representativas da sociedade.

 

Receba as informações do Site Lucas Notícias através do whatsapp:
Clique aqui para receber as notícias no seu celular.

Fonte:   G1 MT e TV Centro América