Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Segunda Feira 20 de Setembro de 2021

Geral

(VÍDEO) Assista momento em que manicure e assassino confirmam que mulher mandou matar marido

CASO TONI FLOR | 13/09/2021 13h 58min

Vídeos divulgados pela TV Centro América (afiliada da TV Globo) mostram trechos das acareações feitas pelo delegado Marcel de Oliveira, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), entre a manicure Ediane Aparecida Cruz, 21 anos, Wellington Honório Albino e Ana Cláudia Flor, todos acusados de envolvimento na morte do empresário Toni Flor. 

Toni foi assassinado com cinco tiros no dia 11 de agosto de 2020, em frente de uma academia em Cuiabá. Ao todo, cinco pessoas foram presas por envolvimento no homicídio.

De acordo com as investigações, a representante comercial foi acusada de ser a mandante da morte do próprio marido com quem foi casada por nove anos e tem três filhas. O crime foi encomendado pela quantia de R$ 60 mil, mas ela teria pago apenas R$ 20 mil para o atirador.

Na primeira gravação, é possível ver a acareação feita entre a manicure e Wellington onde, ambos confirmam a intenção de Ana Cláudia em matar o marido.

“Falou que a Ana precisava de alguém, que pagava para matar o Toni. Ela me passou o contato e falou para eu conversar melhor com ela”.

Em seguida, o delegado pergunta para Ediane se a versão contada pelo comparsa estava correta e, ela confirma: "é isso".

No segundo vídeo Ana Claudia aparece ao lado da advogada na acareação feita entre ela e a manicure, que segundo as investigações, tinham uma amizade muito próxima.

Neste momento, Ediane sustenta a versão anterior e explicou que foi ela a responsável por passar o contato de Wellington: “Falou se eu conhecia alguém para matar o Toni. Eu disse que não, que tinha amizades, que eu podia dar uma olhada. Aí, conversei com o Wellington.”

As investigações conduzidas pelo delegado Marcel concluíram ainda que Ana Cláudia mandou matar Toni por interesse financeiro. No dia 03 o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE), por meio da 21ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá, denunciou à Justiça Ana Claudia de Souza Oliveira Flor, Igor Espinosa, Wellington Honorio Albino, Dieliton Mota da Silva e Ediane Aparecida da Cruz Silva, por envolvimento na morte do empresário.

Todos devem responder pelo crime na cadeia.          

 

Receba as informações do Site Lucas Notícias através do whatsapp:
Clique aqui para receber as notícias no seu celular.

Fonte:   Repórter MT