Boa tarde, Terça Feira 27 de Julho de 2021

Policia

Condutor de lancha e dono de restaurante no Manso podem responder por homicídio culposo

HOMICÍDIO CULPOSO | 20/07/2021 16h 47min

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

O condutor da lancha e o proprietário do restaurante Trapiche Xaraés podem responder pelo crime de homicídio culposo em decorrência da morte de Divina da Silva, de 29 anos, no lago do Manso, em Chapada dos Guimarães, na noite de domingo (18).


O homicídio culposo é a situação em que um sujeito tira a vida de outro sem intenção. A culpa é inconsciente e o assassinato ocorre por negligência, imprudência ou imperícia. O réu pode ser condenado entre 1 a 3 anos de prisão, e caso o acusado não seja reincidente, a pena pode ser cumprida em regime aberto.

Segundo o delegado de Chapada dos Guimarães, Alexandre da Silva Nazareth, a Polícia Civil abriu uma investigação preliminar para saber se houve negligência no acidente, se o condutor era habilitado e se a embarcação era inscrita na Marinha do Brasil.

“A gente investiga se o condutor tinha habilitação, se havia contrato entre o dono do barco e condutor para prestação de serviço, se todos os passageiros estavam de coletes salva-vidas e se e o barco estava com excesso passageiros”, afirmou ao Olhar Direto.

Em recente conversa com a reportagem, o capitão dos Portos de Mato Grosso, capitão de fragata Alessandro Lopes Fajard Oliveira, adiantou que o condutor não tinha a carteira de habilitação e a lancha não era devidamente inscrita da Marinha.

Durante acionamento via Ciosp, o informante disse que a vítima estaria com colete salva-vidas. No entanto, durante buscas subaquáticas os bombeiros encontraram o corpo por volta das 8h20 de segunda-feira (19), sem a proteção, submerso por 3 metros, a 40 metros da margem do lago.

“Preliminarmente não posso afirmar se estava com ou sem colete [antes de entrar na embarcação], mas as testemunhas serão ouvidas. A investigação irá demonstrar se ela usava ou não”, acrescentou o delegado.

O mesmo foi dito pelo oficial da Marinha. “Por ocasião do corpo encontrado, ele não portava colete salva-vidas. Porém, eu só posso confirmar qualquer informação após o inquérito. Durante o inquérito as testemunhas serão ouvidas e teremos certeza de qual a situação que ela se encontrava na ocasião do acidente”, ponderou capitão Fajard.

Uma onda teria sido responsável por virar a embarcação que estaria com ao menos nove funcionários. A mudança no clima e os fortes ventos fazem com que o lago fique agitado, com ondas de até 2 metros.

No domingo, houve uma mudança no tempo por conta de uma frente fria que avançou sobre Mato Grosso. “Em função da mudança de tempo, tinha um vento forte e o lago estava bem agitado. Inclusive a equipe da Marinha do Brasil atuou até 16h30 realizando fiscalização e buscando atividade de inspeção naval, como sempre estamos todos sábados e domingos”, contou Farjard.

Nas redes sociais, o restaurante Trapiche Xaraés publicou uma mensagem de luto e informou que está fechado temporariamente. 

Vítima sonhava em fazer faculdade e estava no primeiro dia de trabalho 

Uma amiga de Divina contou que ela era uma mulher sonhadora. “Uma menina jovem, sonhadora. Para mim, não foi acidente, foi imprudência. Primeiro que já estava escuro para atravessar o lago, uma ventania daquelas. Eles deviam ter ficado no trabalho”, disse. 

“Outra coisa, não tinha coletes salva-vidas para colocar? Ela comentou que não sabia nadar. Pelo horário e pela ventania, foi imprudência de todo mundo. Muito triste, estou muito abalada porque ela era muito trabalhadora, sonhadora, queria terminar de criar os filhos, fazer faculdade, enfim, estava lutando”, lamentou.

Divina deixa um casal de filhos pequenos e o marido que perdeu a visão há pouco tempo por causa de um acidente doméstico. Ela morava no distrito de Água Fria, costumava trabalhar como freelancer pelos estabelecimentos da região e estaria muito feliz com a nova oportunidade de emprego. 

 

Receba as informações do Site Lucas Notícias através do whatsapp:
Clique aqui para receber as notícias no seu celular.

Fonte:   Olhar Direto