Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Junho de 2022

Policia

Justiça determina prisão preventiva para pai flagrado em motel abusando da filha de 16 anos em MT

ABUSANDO DA FILHA | 21/06/2022 09h 15min

O suspeito, de 63 anos, foi preso em um motel em Sinop (MT) — Foto: SSEP/SE

A Justiça converteu a prisão em flagrante para preventiva do pai, de 63 anos, suspeito de abusar da filha, uma adolescente de 16 anos, em um motel de Sinop-MT, a 503 km de Cuiabá. O suspeito foi preso após a filha denunciá-lo a uma professora.

Os abusos aconteciam há pelo menos cinco anos. À polícia, a adolescente contou que não queria denunciar o pai por medo, mas que não aguentava mais passar por isso.

O juiz substituto plantonista de Sinop, Rodrigo Alfonso Campestrini, entendeu que há motivos para autorizar a conversão da prisão e deixou de arbitrar qualquer tipo de fiança ou outra medida cautelar.

Para o magistrado, a prova da existência do crime e o indício suficiente de autoria estão devidamente circunstanciados sobretudo a partir do depoimento contundente da filha, vítima – cujo o depoimento, em crimes que tais, possui especial relevância, conforme jurisprudência pacífica –, que vem reiteradamente sofrendo abusos sexuais praticados, em tese, pelo pai, bem como do conselheiro tutelar que prestou atendimento a vítima e do policial militar que atendeu à ocorrência.

O juiz lembrou que todos os depoimentos falam que os abusos já acontecem há 5 anos e que o homem foi flagrado com a filha no sábado (18) em um motel em Sinop. O magistrado destacou que é importante que o acusado fique preso para que não repita os crimes.

 

“O custodiado é pai da vítima e ambos residem no mesmo imóvel, sendo evidente que qualquer outra medida alternativa à prisão seria insuficiente para proteger a incolumidade física e psicológica da vítima”, afirmou o juiz.

 

 

O caso

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pelo Conselho Tutelar, após a adolescente denunciar para a professora dela que sofria abusos do pai.

Após a professora ter lhe dado o número de telefone, a aluna entrou em contato com a mulher e contou que o pai avisou que os dois iam a um motel.

A adolescente conseguiu informar para qual motel estava sendo levada. Neste momento, os policiais já acompanhavam as conversas da garota com o conselheiro.

A equipe da PM foi até o motel. Chegando lá, prendeu o suspeito, de 63 anos, que estava junto a vítima.

A adolescente foi retirada do local pelos conselheiros e encaminhada para uma delegacia. Lá, ela relatou que, desde os 10 anos de idade, o suspeito a abusava sexualmente e a ameaçava dizendo que se contasse a alguém, a mãe dela a mataria.

A garota relatou também que já teve relações sexuais com o suspeito em outro momento e que não queria que a polícia prendesse o suspeito em casa, por causa da vergonha que seus irmãos mais novos e a mãe passariam, pois todos saberiam na vizinhança, mas que relatou porque não aguentava mais e por isso fez a denúncia à professora.

 

Receba as informações do Site Lucas Notícias através do whatsapp:
Clique aqui para receber as notícias no seu celular.

Fonte:   G1 MT